11 maio 2022

Vetanco lança edição 2021 de eBook sobre prevalência de micotoxinas na América Latina



AUTOR(ES)

Especialista em suinocultura

Henrique Cancian

Zootecnista e Analista Técnico-Comercial & Mídias Sociais do Grupo de Comunicação AgriNews

As micotoxinas são metabólitos tóxicos gerados por certas espécies de fungos em situações de estresse. Dependendo do fungo, as micotoxinas podem ser geradas quando a planta está no campo ou quando os grãos são armazenados por longos períodos de tempo ou em condições inadequadas.

 

Conhecer o tipo de micotoxina que afeta as matérias-primas é essencial para estabelecer uma estratégia adequada de controle e prevenção.

Com o objetivo de apresentar informações sobre a prevalência de micotoxinas encontradas na América Latina no último ano, a VETANCO lançou o eBook Micotoxinas: prevalência na América Latina em 2021. A publicação está em sua quarta edição.

“Analisar e entender a incidência de micotoxinas ajudará os nossos clientes a terem ‘um norte’ de como conduzir as suas decisões”, comenta o Gerente de Marketing da Vetanco, Thiago Moreira Tejkowski.

Tejkowski cita o autor Sun Tzu, no livro Artes da Guerra. “Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas, ou seja, se você conhece os desafios desses metabólitos e sabe o produto anti-micotoxinas que está utilizando, não precisa se preocupar com problemas futuros decorrente das micotoxinas”, explica.

O evento de lançamento aconteceu com programação on-line, no dia 21 de abril, e contou com a participação do professor Carlos Mallmann, referência em micotoxinas para a América Latina; e de profissionais do laboratório Neogen, que disponibiliza os materiais para realização do levantamento. Eles abordaram temas como a amostragem correta para monitoramento, análise e sobre a importância do sinergismo nas micotoxinas.

 

CONHECER PARA PREVENIR 

O eBook Micotoxinas: prevalência na América Latina em 2021 apresenta informações sobre a prevalência de seis micotoxinas encontradas em oito países da América Latina – Argentina, Brasil, Bolívia, Costa Rica, Equador, México, Peru e Uruguai. As micotoxinas estudadas foram:

  • Aflatoxinas (AFLA);
  • Fumonisinas (FUMO);
  • Deoxinivalenol (DON);
  • Zearalenona (ZEA);
  • Oocratoxina A (OCRA) e
  • Toxina T-2 /HT-2.

 

“O eBook apresenta os resultados da monitoria de micotoxinas realizada pela Vetanco nesses países e, com isso, nosso objetivo é fazer com que os profissionais entendam qual é o principal desafio de sua região e, assim, saibam quais ferramentas utilizar na prevenção do problema como os inativadores de micotoxinas, entre outras”, ressalta o Consultor Técnico – Aves da Vetanco, Fabrizio Matté.

Matté destaca os resultados de variações significativas de cada micotoxina ano após ano, que são apresentados no eBook. “Ao longo dos anos acontecem mudanças nos perfis de micotoxinas encontradas no campo. Entender essa dinâmica de variação é muito importante, pois conseguimos correlacionar país com país, período de sazonalidade com alguma intempérie da natureza, entre outros aspectos, e essas informações podem auxiliar e muito nossos clientes”, afirma o consultor.

No Brasil, as principais micotoxinas que estão em prevalência são a DON e a Fumonisina, conforme levantamento de 2021.

O eBook Micotoxinas: prevalência na América Latina em 2021 está disponível para download pelo link:

https://mkt.vetanco.com.br/ebook-micotoxinas-prevalencia-na-america-latina-em-2021

Acesse o site!

Fonte: Assessoria de Imprensa




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies