06 maio 2020

Reabertura de plantas processadoras de carne nos EUA ajudam a elevar os preços dos suínos

De acordo com Aaron Edwards, analista de mercado da Roach Ag Marketing, dos Estados Unidos, não houve redução na demanda pela proteína, e agora que o gargalo na produção começa a ser afrouxado, os preços que caíram drasticamente começam recuperação.

A partir da segunda quinzena de abril várias grandes plantas processadoras de carne nos Estados Unidos fecharam por conta de contaminações de coronavírus entre funcionários. Com este gargalo formado, suinocultores ficaram com os animais represados, e tiveram até que tomar medidas como sacrificar os animais para liberar espaço nas granjas.

De acordo com Aaron Edwards, analista de mercado da Roach Ag Marketing, dos Estados Unidos, o contrato de maio para 100 libras de suínos caiu de US$ 80 para US$ 35, atingindo o fundo do poço, e agora já alcança patamares de US$ 65.

Ele explica que entre as razões para haver um movimento de recuperação dos preços está o decreto do presidente Donald Trump para a manutenção das plantas abertas, datado do final de abril, e o retorno das atividades de uma planta da Smithfield Foods e duas da Tyson Foods nesta semana.

“O mercado começa a já precificar as notícias melhores, e se as notícias continuarem favoráveis, se não houver outro choque desses como vimos, é possível que continue com preços fortalecendo”.

Edwards explica que não houve redução na demanda, mas sim um gargalo na cadeia de abate, o que fez com que os produtores não conseguissem vender os animais.

“O preço do animal futuro foi lá para baixo, o animal vivo na fazenda não valia nada, e enquanto isso, o ‘pork cut out’, que é o produto já preparado pelo frigorífico, subiu de US$ 65 para US$ 107 cada 100 libras”, disse.

A perspectiva agora é que, como as plantas processadoras estão reabrindo paulatinamente, e a oferta de animais para abate foi reduzida pelo sacrifício de suínos, Edwards levanta a possibilidade de os preços retornarem mais altos do que eram antes do surto de Covid-19.




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies