06 ago 2021

Exportações de carne suína alcançam 102,7 mil em julho



AUTOR(ES)

Especialista em suinocultura

Cândida Azevedo

Zootecnista, MsC Zootecnia, Doutoranda em Ciência Animal e Pastagens e Editora Grupo de Comunicação AgriNews

Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) indicam que as exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) alcançaram 102,7 mil toneladas em julho, volume que supera em 2,2% o desempenho registrado no mesmo período de 2020, com 100,4 mil toneladas.

Exportações de carne suína alcançam 102,7 mil em julho

Exportações de carne suína alcançam 102,7 mil em julho

Em receita, o resultado das exportações totalizou US$ 246,4 milhões, resultado 21,3% superior ao alcançado em 2020, com US$ 203,1 milhões.

No acumulado entre janeiro e julho, as exportações de carne suína alcançaram 665,4 mil toneladas, volume 14,76% maior do que o registrado no mesmo período de 2020, com 579,8 mil toneladas.   Com isto, o resultado das vendas acumuladas no período chegou a US$ 1,596 bilhões, número 24,8% maior que o realizado no mesmo período do ano passado, com US$ 1,279 bilhões.

Entre os principais destinos das exportações, a China importou 348,4 mil toneladas nos sete primeiros meses de 2021, número 23,5% acima do embarcado em 2020 no mesmo período.  Outro destaque é o Chile, com importações de 37,7 mil toneladas (+80,3% no mesmo período), além do Uruguai, com 25 mil toneladas (+8,6%), Angola, com 18,2 mil toneladas (+4%), Argentina, com 16,2 mil toneladas (+85,2%) e  Filipinas, com 13,5 mil toneladas (+197%).

“O expressivo aumento da receita das exportações sinalizam, entre outros pontos, o repasse das fortes altas dos custos de produção que alcançam o mercado internacional, assim como no mercado doméstico. O quadro sanitário da Ásia segue pressionando a demanda dos países da região por proteína animal de outras nações, incluindo o Brasil.  Ao mesmo tempo, os países da América do Sul têm buscado apoio em nosso setor produtivo para complementar a sua oferta interna, favorecendo a expectativa de um fechamento de ano em patamares de exportação novamente acima de 1 milhão de toneladas”, analisa Ricardo Santin, presidente da ABPA.

Fonte: Associação Brasileira de Proteína Animal, ABPA.




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies