19 nov 2020

Exportação de carne suína ultrapassa 70% da receita e volume embarcado em novembro de 2019



AUTOR(ES)

Especialista em suinocultura

Cândida Azevedo

Zootecnista, MsC Zootecnia, Doutoranda em Ciência Animal e Pastagens e Editora Grupo de Comunicação AgriNews

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Camex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (16), as exportações de carne suína já atingiram mais de 70% em receita e volume embarcado no comparativo a novembro do ano passado. Apesar disso, na segunda semana do mês, houve uma desaceleração frente à primeira semana do mês.

De acordo com o analista de mercado da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, as compras externas da carne suína têm seguido a mesma tendência da bovina, respaldadas pelo apetite chinês.

“Na primeira semana do mês houve um dia útil a menos, portanto nesta semana, os resultados estão mais distribuídos ao longo dos dias, menos concentrados como foi na primeira semana”, explicou.

A receita obtida com as exportações de carne suína nos primeiros nove dias úteis de novembro, US$ 102.731,705, representam 74,3% do total obtido em todo o mês de novembro de 2019. No caso do volume embarcado, as 41.106,005 toneladas equivalem a 71,5% do total exportado em novembro do ano passado.

O faturamento por média diária foi de US$ 11.414,633, quantia 64,31% maior do que novembro do ano passado. Entretanto, houve desaceleração em relação à primeira semana de novembro, queda de 18,9%.

No caso das toneladas por média diária, na segunda semana de novembro foram 4.567,333, avanço de 58,72% no comparativo com o mesmo mês do ano passado. Apesar disso, frente à primeira semana de novembro deste ano, houve uma diminuição de 17%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 2.499,189 nos primeiros nove dias do mês, é 3,90% maior do que o praticado em novembro de 2019. Em comparação à semana anterior, o preço caiu 2,1%.

Para Travagini, é preciso observar como será o andamento das exportações da proteína suinícola ao longo da segunda quinzena deste mês, mas a possibilidade de chegar às 90 mil toneladas embarcadas, montante próximo ao recorde atingido em maio deste ano (90,7 mil toneladas) não está descartada.

Fonte: Notícias Agrícolas.




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies