08 fev 2021

Embarques de carne de frango e suína recuam em janeiro



AUTOR(ES)

Especialista em suinocultura

Cândida Azevedo

Zootecnista, MsC Zootecnia, Doutoranda em Ciência Animal e Pastagens e Editora Grupo de Comunicação AgriNews

As exportações brasileiras de carne de frango (considerando produtos in natura e processados) totalizaram 291,6 mil toneladas no primeiro mês de 2021, volume 9,9% menor que as 323,8 mil toneladas de janeiro de 2020. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A receita com as vendas externas de carne de frango em janeiro foi de US$ 434,4 milhões, o que representou um declínio de 17,9% em relação a janeiro do ano passado.

As exportações totais de carne suína, por sua vez, somaram 63,1 mil toneladas, volume 7,8% menor que o do primeiro mês de 2020. Em receita, os embarques do mês foram de US$ 146,5 milhões, ou 10,7% a menos que em janeiro do ano passado.

“Tanto em aves quanto em suínos verificamos que houve compra antecipada de produtos pelos importadores da Ásia, que seguem o calendário chinês. Com a passagem do Ano Novo Chinês e o início de um novo ciclo de embarques, espera-se que os níveis das vendas para a região retomem os patamares praticados em 2020. Além disso, o apoio brasileiro no suprimento de produtos a países prejudicados por crises sanitárias animais também pode influenciar na elevação das exportações”, avaliou Ricardo Santin, presidente da ABPA, em nota.

Preço médio do animal vivo é o menor desde julho de 2020

Em janeiro, o forte recuo da demanda final por carne suína, tanto no mercado interno quanto no externo, acarretou diminuição da procura da indústria por novos lotes de animais de produção independente. De acordo com pesquisadores do Cepea, essa lentidão nas vendas de suíno vivo foi verificada especialmente nas praças do Sudeste e resultou em quedas generalizadas nos preços do animal para abate ao longo de janeiro. Diante disso, em algumas regiões, o preço médio do suíno vivo em janeiro chegou ao menor patamar real desde julho de 2020 (a série foi deflacionada pelo IGP-DI de dez/20). 

Fonte: Valor econômico e Cepea.

 




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies