01 jun 2020

África do Sul realiza testes para conter surto de peste suína africana

A África do Sul está conduzindo extensos testes e investigações para conter a propagação da febre suína africana depois que foi detectada na província do Cabo Oriental, o terceiro surto conhecido neste ano, informou o governo nesta sexta-feira (29/5).

A peste suína africana é inofensiva para os seres humanos, mas é altamente contagiosa e mortal em porcos, causando diarréia, vômito, tosse, hemorragias na pele e sofrimento mental grave.

Peste Suína Africana

O Ministério da Agricultura disse que está conduzindo extensas investigações epidemiológicas e visitando áreas para estabelecer a extensão do surto. Um surto separado foi relatado em 15 de maio no Estado Livre, depois que 38 porcos morreram em uma fazenda.

A doença matou quase metade dos porcos da China desde que foi encontrada lá em agosto de 2018. Também devastou rebanhos de suínos em toda a Europa, especialmente em fazendas intensivas, onde as oportunidades de criação de doenças são maiores.

Não existe vacina para a peste suína africana ou remédios para tratá-la, então a política usual é matar em massa porcos potencialmente afetados. 




Entrevistas +

NOVIDADES DO SETOR

 
 







Ver outras revistas


 

Cadastro Newsletter Suino Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

SuínoMind
SuínoBrasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies